Quarta Fev 20

Warning: Division by zero in /home/storage/d/82/5a/mondobacana1/public_html/plugins/content/extranews.php on line 637

Warning: Division by zero in /home/storage/d/82/5a/mondobacana1/public_html/plugins/content/extranews.php on line 638

Warning: imagecreatetruecolor() [function.imagecreatetruecolor]: Invalid image dimensions in /home/storage/d/82/5a/mondobacana1/public_html/plugins/content/extranews.php on line 701

Warning: imageantialias(): supplied argument is not a valid Image resource in /home/storage/d/82/5a/mondobacana1/public_html/plugins/content/extranews.php on line 702

Warning: imagecopyresampled(): supplied argument is not a valid Image resource in /home/storage/d/82/5a/mondobacana1/public_html/plugins/content/extranews.php on line 703

Warning: imagejpeg(): supplied argument is not a valid Image resource in /home/storage/d/82/5a/mondobacana1/public_html/plugins/content/extranews.php on line 704

Arquivo

Secret Festival – ao vivo

Atenção, abrir em uma nova janela. ImprimirE-mail
Twittar este Artigo

Evento Sofar Sounds em Curitiba tem Mahmundi, Lumen Craft, TOPS, Trombone de Frutas e Tuyo

Acima, Mahmundi; abaixo, Tuyo, TOPS, Trombone de Frutas e Lumen CraftTexto por Abonico R. Smith e Cesar Munhoz

Fotos de Mayara Melo

O Sofar Sounds é um projeto bem interessante. Criado na Inglaterra e espalhado pelo mundo, ele reúne artistas e plateia em shows bastante intimistas. Um fica pertinho do outro porque os locais não são nada convencionais para apresentações musicais. São sempre poucos convidados, que se cadastram e conseguem o ingresso antes. Há ainda o elemento surpresa: o local do happening só é divulgado oficialmente horas antes de seu início.

Depois de algumas edições iniciais em grandes cidades do país, chegou a hora da parte brasileira do Sofar empreender seu maior evento: um festival com cinco atrações na seqüência. Também nos mesmos moldes de plateia seleta e local a ser descoberto um pouco antes. Por isso, o batismo de Secret Festival. No início de novembro foram programadas duas edições, uma em São Paulo e outra em Curitiba. Na capital paranaense, a locação escolhida foi a International House Of Cinema, misto de escritório e estúdio para gravação de audiovisuais, situado em um bairro nada central, bem atrás de um gigantesco shopping center mas em uma aprazível ruazinha sem muito movimento.

As cinco atrações programadas para o evento na capital paranaense (sexta, 4 de novembro) estavam bem distribuída. Duas delas locais (Tuyo e Trombone de Frutas), outras duas nacionais (Mahmundi, do Rio de Janeiro, e o trio paulistano Lumen Craft) e uma estrangeira (o quarteto canadense TOPS). Esta diversidade se refletiu bastante nos público. Entre os que compareceram havia fãs de todos os tipos e gente disposta a ver e ouvir aquilo ainda não conhecia.

No palco armado na frente de um enorme fundo infinito a primeira formação a subir foi o Tuyo. Nascido do resto das cinzas do Simonami, o forte do Tuyo se concentra no dueto vocal aveludado das irmãs Lílian e Layane Soares, agora conhecidas em todo país como uma das mais fortes apostas para ganhar a atual temporada do programa de TV The Voice Brasil. Aliada à beleza das duas cantando, a banda demonstrava estar tocando com prazer, vontade e uma paixão muito grande. Pudera, afinal era a estréia oficial do novo projeto nos palcos da cidade. A apresentação toda teve aquele clima de gente em volta da figueira, com todo mundo quieto só prestando atenção na música.

Logo na seqüência veio o nome mais esperado da noite. Depois de três discos (dois EPs e o primeiro álbum, lançado no primeiro semestre deste ano), enfim Mahmundi estreou em solo curitibano. Mahmundi é o mundo de Marcela Vale, produtora, multi-instrumentista, cantora e compositora carioca. Com anos de experiência como técnica de som em shows e estúdio e aquela segurança de quem gosta de estar sempre no controle, observando todos os mínimos detalhes possíveis que a cercam, Mahmundi subiu ao palco sozinha para apresentar diversas faixas do álbum batizado com o seu próprio pseudônimo. Também de voz doce e macia, ela comandou um set formado pela conjunção de sua guitarra com equipamentos eletrônicos e fez um show bastante tranqüilo e não menos bonito que o anterior.

Popstars do segmento indie-psych-rock-MPB curitibano, o Trombone de Frutas já chegou com o jogo ganho. Afinal, acompanhando os seis músicos havia um coral uníssono da plateia, que não deixava escapar uma palavrinha de todas as letras mandadas pelo vocalista Conde Baltazar. Com o povo naquela vibe característica dos eventos Sofar Sounds, o final da apresentação não poderia ter sido outro, mesmo com a inesperada queda de energia do som da banda. Para quê eletricidade e acompanhamento instrumental se você pode ter a ajuda de muitos fãs cantando a letra junto, em alto e bom e som?

Aproveitando a vnda ao Brasil para tocar no festival do selo/produtora Balaclava em São Paulo, os canadenses do TOPS pararam antes na capital paranaense para se apresentar pela primeira vez no país. Comandado pela doce Jane Penny, que se divide entre teclados, guitarra e vocais principais, o quarteto mandou seu recado de modo fofo e descontraído, no qual a prioridade é para o formato clássico de pop songs. São canções redondas, muito bem elaboradas harmonicamente, com aquela estrutura de começo-meio-e-fim planejadas, o que faz com as pessoas se envolvam facilmente nos primeiros acordes de cada uma delas. Por causa não apenas da sonoridade, mas também da presença de palco, muita gente pode dizer que o TOPS lembra muito o também quarteto Metronomy, de Londres, o que não é qualquer demérito por sinal.

Fechando a noite, lá pelas duas da manhã, o Lumen Craft levou ao pé da letra o conceito de sound + vision tão explorado por David Bowie. Um vocalista da escola do soul, um guitarrista de formação jazzy e um DJ comandando traquitanas eletrônicas faziam no palco as costuras dançantes que não deixaram ninguém parado na pista. Enquanto o pessoal se requebrava com uma mistura sombria de eletro e rock, o fundo do palco apresentava paineis luminosos com leds que literalmente “dançavam conforme a música”. Contudo, o plus colorido tornava-se apenas um complemento visual para a poderosa mistura sonora, que teve direito até a um cover hipnótico e competentíssimo de “Fame”, do já citado Bowie. O Secret Festival reservou ao seu final o momento mais soturno da noite e acertou novamente! Não só ninguém reclamou como todo mundo já se jogava feito louca ao som do trio vindo de São Paulo.

Artigos Relacionados:
Artigos Relacionados - Recentes:
Artigos Relacionados - Antigos:

Comentarios (0)Add Comment

Escreva seu Comentario
menor | maior

security code
Escreva os caracteres mostrados


busy

Novos Downloads

Vanilla Dreams (mb extra) Punkake
Vanilla Dreams (mb extra)
Wasabi EP (mb 93) Magaivers
Wasabi EP (mb 93)
Bunch Of Grapes (mb 92) Tangerines And Elephants
Bunch Of Grapes (mb 92)

Videos Recentes

View Video
Jack Is Only Happy When She's Up On The Stage
View Video
Arisen My Senses
View Video
When You Die
View Video
Não Fui Eu
View Video
Already Gone
View Video
E o Meu Peito Mais Aberto que o Mar da Bahia
View Video
Palmeiras ao Vento
View Video
Inocente