Quarta Fev 20

Warning: Division by zero in /home/storage/d/82/5a/mondobacana1/public_html/plugins/content/extranews.php on line 637

Warning: Division by zero in /home/storage/d/82/5a/mondobacana1/public_html/plugins/content/extranews.php on line 638

Warning: imagecreatetruecolor() [function.imagecreatetruecolor]: Invalid image dimensions in /home/storage/d/82/5a/mondobacana1/public_html/plugins/content/extranews.php on line 701

Warning: imageantialias(): supplied argument is not a valid Image resource in /home/storage/d/82/5a/mondobacana1/public_html/plugins/content/extranews.php on line 702

Warning: imagecopyresampled(): supplied argument is not a valid Image resource in /home/storage/d/82/5a/mondobacana1/public_html/plugins/content/extranews.php on line 703

Warning: imagejpeg(): supplied argument is not a valid Image resource in /home/storage/d/82/5a/mondobacana1/public_html/plugins/content/extranews.php on line 704

Arquivo

Legião Urbana XXX – ao vivo

Atenção, abrir em uma nova janela. ImprimirE-mail
Twittar este Artigo

Turnê de trinta anos do primeiro álbum traz novamente a Curitiba aquele gosto de eterna adolescência

Bonfá, Dado e Frateschi: canções fora de sintonia com o rock brasileiro atualTexto por Leandro Delmonico

Foto de Marcos Mancinni/Live Curitiba

“Era para ser 20 shows e acabamos fazendo mais de 80”, disse o guitarrista Dado Villa-Lobos nos instantes finais do segundo show em Curitiba da turnê que comemora os 30 anos de lançamento do álbum de estreia da Legião Urbana. Ao longo de dois anos a trupe comandada por Dado e Marcelo Bonfá rodou o pais acompanhada por André Frateschi (vocais), Lucas Vasconcellos (guitarra e violão), Mauro Berman (baixo) e Roberto Pollo (teclados), além das participações dos cantores Jonnata Doll e Marina Franco.

Fato que a excitação de estar em cima do palco entoando clássicos absolutos da música brasileira e fazendo a alegria dos fãs que esperavam por esse momento contrasta com um quadro musical completamente diferente. Embora canções joviais como “Geração Cola-Cola” e “Baader-Meinhof Blues” façam muito sentido na atual conjuntura política mundial, visto que vivemos tempos de impeachment no Brasil e extrema direita chegando à Casa Branca nos Estados Unidos, o público – que comparece em peso aos shows comemorativos da banda – em geral não representa mais o ouvinte do rock produzido atualmente.

Há bastante saudosismo por parte da plateia que beira os 40 anos e até mesmo dos jovens que aprenderam a amar Legião após a morte de Renato Russo, em 1996. O que não se percebe, no entanto, é a presença publico-motriz do novo rock (se é que se pode chamar de rock) influenciado cada vez mais pela música brasileira e letras subliminares ou românticas (leia-se Los Hermanos e várias bandas que se formaram depois), algo distante da poesia direta e politizada do grupo de Brasília. Do lado de fora da Live Curitiba, naquela noite de 11 de novembro de 2016 o que se via eram cambistas com alguns ingressos sobrando e fãs ecléticos. Dava para chutar que a maioria não tem hábito de escutar bandas surgidas nos últimos dez anos – muitos, talvez, aprenderam a ouvir rock nacional com os grandes veículos de massa, algo quase impossível nos dias de hoje.

Aos primeiros acordes de “Será” (vale lembrar que a banda começa tocando o primeiro disco na íntegra e na mesma ordem das faixas) toda a análise cai por terra e fica impossível não cantar e dançar – com a sensação de estar dentro de um programa da década de 1980, como o Cassino do Chacrinha ou Globo de Ouro. A pista cheia, mas não lotada, cede espaço para pular, abraçar e ouvir letras entoadas na íntegra pelos fãs de Legião. Dado e Bonfá parecem dois garotos, acompanhados de alguns chegados. A empolgação do guitarrista, que pula de um lado para o outro, é visível. O cantor e ator André Frateschi é um destaque à parte.Escolhido para cantar a maior parte das músicas do show pela proximidade com os integrantes originais, Frateschi demonstra potencial no vocal. Faz a banda “correr atrás” e revela muita habilidade para interpretar as letras de Renato Russo sem tentar copiar o ídolo.

Após a solene execução do primeiro disco, que fez a plateia aplaudir sucessos e a catarse de músicas como “Soldados” e “Por Enquanto”, veio uma pequena pausa, com direito a gravação de uma fala de Renato Russo, e a segunda parte do show com a reunião de outros clássicos da banda.

Se por ora o som do PA não ajudava a execução de canções como “Tempo Perdido” e “Há Tempos”, a etapa complementar emocionou com “Angra dos Reis”, “Indios” (com vocais divididos por Dado, Bonfá e Frateschi) e aquela da letra que cai como uma luva para o ano de 2016, “O Teatro dos Vampiros”. Das participações especiais, ficou o adendo glam de Jonnata Doll, do grupo cearense Jonnata Doll & Os Garotos Solventes, desta vez cantando “Fábrica” e “Tédio” com muita propriedade. Já o vocal juvenil de Marina Franco, da banda carioca Glass’n’Glue, não funcionou tão bem em “Dezesseis” e “Meninos e Meninas”, lembrando algo das trilhas sonoras de séries de TV como Glee e Malhação.

O show, longo como tinha de ser, reservou ainda “Pais e Filhos” (com Bonfá no vocal) e um bis de peso formado por “Faroeste Caboclo”, “Perfeição” e “Que Pais é Esse?” – com uma execução de muito bom gosto, lembrando as referências de Ramones e Joy Division. Importante também foi o pulso firme de André Frateschi, que, em resposta ao coro de “é a porra do Brasil”, lembrou que todos fazem parte da nação.

Ao término do espetáculo, chegou aquela sensação que misturava alegria e a melancolia e que também costuma encerrar sonhos bons. A Legião Urbana, de letras memoráveis e indignação adolescente, ficou na saudade mas volta e meia vem à tona. Em dias obscuros como os de hoje, é algo significativo e bem maior do que o normal.

Set List: Parte 1: “Será”, “A Dança”, “Petróleo do Futuro”, “Ainda É Cedo”, “Perdidos no Espaço”, “Geração Coca-Cola”, “O Reggae”, “Baader-Meinhof Blues”, “Soldados”, “Teorema”, “Por Enquanto. Parte 2: “Tempo Perdido”, “Daniel na Cova dos Leões”, “Há Tempos”, “Fábrica”, “Tédio (Com Um T Bem Grande Pra Você”, “Dezesseis, “Meninos e Meninas”, “Eu Sei”, “Pais e Filhos”, “Angra dos Reis”, “O Teatro dos Vampiros”, “Quase Sem Querer”, “’Índios’”. Bis: “Faroeste Caboclo”, “Perfeição”, “Que País É Esse?”.

Artigos Relacionados:
Artigos Relacionados - Recentes:
Artigos Relacionados - Antigos:

Comentarios (0)Add Comment

Escreva seu Comentario
menor | maior

security code
Escreva os caracteres mostrados


busy

Novos Downloads

Vanilla Dreams (mb extra) Punkake
Vanilla Dreams (mb extra)
Wasabi EP (mb 93) Magaivers
Wasabi EP (mb 93)
Bunch Of Grapes (mb 92) Tangerines And Elephants
Bunch Of Grapes (mb 92)

Videos Recentes

View Video
Jack Is Only Happy When She's Up On The Stage
View Video
Arisen My Senses
View Video
When You Die
View Video
Não Fui Eu
View Video
Already Gone
View Video
E o Meu Peito Mais Aberto que o Mar da Bahia
View Video
Palmeiras ao Vento
View Video
Inocente