Quarta Fev 20

Warning: Division by zero in /home/storage/d/82/5a/mondobacana1/public_html/plugins/content/extranews.php on line 637

Warning: Division by zero in /home/storage/d/82/5a/mondobacana1/public_html/plugins/content/extranews.php on line 638

Warning: imagecreatetruecolor() [function.imagecreatetruecolor]: Invalid image dimensions in /home/storage/d/82/5a/mondobacana1/public_html/plugins/content/extranews.php on line 701

Warning: imageantialias(): supplied argument is not a valid Image resource in /home/storage/d/82/5a/mondobacana1/public_html/plugins/content/extranews.php on line 702

Warning: imagecopyresampled(): supplied argument is not a valid Image resource in /home/storage/d/82/5a/mondobacana1/public_html/plugins/content/extranews.php on line 703

Warning: imagejpeg(): supplied argument is not a valid Image resource in /home/storage/d/82/5a/mondobacana1/public_html/plugins/content/extranews.php on line 704

Arquivo

Peter Hook & The Light – ao vivo

Atenção, abrir em uma nova janela. ImprimirE-mail
Twittar este Artigo

Baixista relembra clássicos do New Order e do Joy Division procurando proximidade aos arranjos originais

Hook: bem perto dos fãsTexto por Lizandra Pronin e foto de Edi Fortini (publicadas originalmente em Território da Música)

Nunca é o suficiente até que seu coração pare de bater. E ele bateu forte para os fãs de New Order e Joy Division no início de dezembro de 2016. Não à toa: New Order e Peter Hook tinham shows marcados no País com poucos dias de intervalo entre um e outro.

No primeiro dia do mês fomos conferir o New Order (leia aqui a resenha), com Gillian Gilbert, Stephen Morris e Bernard Sumner da formação original, mais Phil Cunningham e Tom Chapman. E na terça, dia 6, foi a vez de Peter Hook, baixista que deixou a banda em 2011, apresentar-se na capital paulista.

Em comparação ao NO, se a produção de Hook foi mais simples (a projeção 3D Mapping é da própria casa, não do artista), a reação do público pareceu mais animada. E havia alguns motivos para isso. Um deles era o de que o New Order tocou numa casa que comporta quase 8 mil pessoas, enquanto Hook tocou com a banda The Light no Cine Joia, cuja capacidade de lotação se limita a 992 pessoas e os ingressos estavam esgotados. O show, portanto, foi muito mais intimista. Outro motivo é que o Cine Joia tinha mais “fãs de verdade”, diferente do New Order que atraiu aquele público mais genérico, que curte mais a balada do que o show.

A turnê que Peter Hook trouxe ao Brasil tinha um apelo enorme entre os fãs. O show Substance era dividido em duas partes: a primeira com músicas do New Order e 1h30 de duração e a segunda pouco mais de 1 hora de Joy Division. Entre as duas, um intervalo de 10 minutos. Às 22h, anunciando que o show seria dedicado à Chapecoense cujo time fora vítima de uma tragédia dias antes, Hook e a banda formada por David Potts (guitarra, voz), Jack Bates (baixo), Paul Kehoe (bateria) e Andy Poole (teclado) deram início a uma viagem nostálgica.

E a nostalgia (a palavra é inevitável!) não se deveu apenas ao repertório, mas também aos arranjos, muito próximos dos originais, executados pelos músicos, e à própria postura de Hook, meio punk, mas com um pé na new wave. Foi um show muito mais “anos 1980” do que aquele de dias antes.

“In A Lonely Place” abriu a apresentação e depois dela vieram “Ceremony”, “Everything's Gone Green” (com a batida de pista oferecida por uma base pré-programada), “Temptation”, “Blue Monday”, “The Perfect Kiss”, “Bizarre Love Triangle” e “True Faith”, entre outras. “Shellshock”, mesmo com Hook cantando fora do tom em algumas estrofes, causou impacto na plateia, que parecia sentir os versos enquanto os entoava junto ao músico. A triste e trágica “1963” fechou a primeira parte da apresentação às 23h30.

Ao voltar ao palco, Peter Hook e a banda até pareceram diferentes. Mais punk, mais direto, mais orgânico e cru, o som do Joy Division fez o Cine Joia recuar ainda mais no tempo e se transformar num porão alternativo. Desde “No Love Lost” até o encerramento com a óbvia e esperada “Love Will Tear Us Apart”, o calor só aumentou na pista completamente lotada.

O público, de idade variada, cantava as letras como se elas fossem hits das antigas rádios FM. A emoção aumentou com “Atmosphere”, anunciada como uma homenagem às vítimas de Chapecó por Peter Hook. O ápice veio na sequência, com a já citada “Love Will Tear Us Apart”, com direito ao baixista Jack Bates filmando a reação da plateia.

Faltavam 15 minutos para a uma da madrugada de quarta-feira quando o público iniciou a viagem de volta a 2016, ainda entoando com “ôôôs” a melodia do refrão da última música do show enquanto deixava o Cine Joia.

Set List: (Parte 1 – New Order) “In A Lonely Place, “Procession”, “Cries And Whispers”, “Ceremony”, “Everything’s Gone Green”, “Temptation”, “Blue Monday”, “Thieves Like Us”, “The Perfect Kiss”, “Subculture”, “Shellshock”, “State Of The Nation”, “Bizarre Love Triangle”, “True Faith” e “1963”. (Parte 2 – Joy Division): “No Love Lost”, “Disorder”, “Shadowplay”, “Komakino”, “These Days”, “Warsaw”, “Leaders Of Men”, “Digital”, “Autosugestion”, “Transmission”, “She’s Lost Control”, “Incubation”, “Dead Souls”, “Atmosphere” e “Love Will Tear Us Apart”.

 


Artigos Relacionados:
Artigos Relacionados - Recentes:
Artigos Relacionados - Antigos:

Comentarios (0)Add Comment

Escreva seu Comentario
menor | maior

security code
Escreva os caracteres mostrados


busy

Novos Downloads

Vanilla Dreams (mb extra) Punkake
Vanilla Dreams (mb extra)
Wasabi EP (mb 93) Magaivers
Wasabi EP (mb 93)
Bunch Of Grapes (mb 92) Tangerines And Elephants
Bunch Of Grapes (mb 92)

Videos Recentes

View Video
Jack Is Only Happy When She's Up On The Stage
View Video
Arisen My Senses
View Video
When You Die
View Video
Não Fui Eu
View Video
Already Gone
View Video
E o Meu Peito Mais Aberto que o Mar da Bahia
View Video
Palmeiras ao Vento
View Video
Inocente