Quarta Fev 20

Warning: Division by zero in /home/storage/d/82/5a/mondobacana1/public_html/plugins/content/extranews.php on line 637

Warning: Division by zero in /home/storage/d/82/5a/mondobacana1/public_html/plugins/content/extranews.php on line 638

Warning: imagecreatetruecolor() [function.imagecreatetruecolor]: Invalid image dimensions in /home/storage/d/82/5a/mondobacana1/public_html/plugins/content/extranews.php on line 701

Warning: imageantialias(): supplied argument is not a valid Image resource in /home/storage/d/82/5a/mondobacana1/public_html/plugins/content/extranews.php on line 702

Warning: imagecopyresampled(): supplied argument is not a valid Image resource in /home/storage/d/82/5a/mondobacana1/public_html/plugins/content/extranews.php on line 703

Warning: imagejpeg(): supplied argument is not a valid Image resource in /home/storage/d/82/5a/mondobacana1/public_html/plugins/content/extranews.php on line 704

Arquivo

Julia Holter + Ibeyi – ao vivo

Atenção, abrir em uma nova janela. ImprimirE-mail
Twittar este Artigo

Gêmeas encantam plateia com cantos em yorubá mas americana enfrenta problemas com o som

Lisa-Kaindé e Naomi Díaz em noite de muita energia e emoção em SPTexto de Gustavo Sumares e foto de Aline Fuser (originalmente publicados em Move That Jukebox)

Talvez tenha sido a chuva chata que caiu em São Paulo durante o dia todo naquele 13 de outubro de 2016, mas a Audio Club estava vazia às 22h, quando o show da Julia Holter estava marcado para começar. Quem quisesse beber uma cerveja para fazer hora enquanto isso precisava desembolsar Q*U*I*N*Z*E reais por uma latinha de Budweiser (!!!!), de forma que a única opção sensata foi esperar os 20 minutos de atraso.

A cantora postou-se atrás de seus teclados, acompanhada de um contrabaixista, uma violinista (tocando viola) e um baterista, e juntos deram início a “Horns Surrounding Me”, a tensa terceira faixa do álbum Loud City Song. Sem as horns do título e na acústica estranha da Audio, a música perdeu muito de sua tensão, mas a performance da banda foi competente. A seguinte, “Lucette Stranded On The Island”, também mostrou que os quatro músicos estavam em ótima forma.

Em seguida veio “In The Green Wild”, composição linda e curiosa do terceiro disco da cantora. A execução foi mais uma vez impecável, mas alguns problemas de áudio começaram a ficar evidentes. O contrabaixista chegou a arrastar o instrumento mais para perto da bateria para tentar se ouvir, mas depois acabou voltando para o mesmo lugar. Uma microfonia estranha também alfinetou as orelhas dos ouvintes em diversas das músicas.

Have You In My Wilderness, o quarto e mais recente disco da cantora, foi o mais representado no set list curto, seguido do antecessor Loud City Song. Mas Holter também resgatou ao menos uma música de Tragedy, seu primeiro trabalho, de 2011, com o curioso comentário de “Todos nós conhecemos tragédia”, em referência à tradução de seu título. Uma música nova (e ainda sem título) também fez parte do repertório.

Holter parecia ou tímida ou entendiada durante a apresentação. Ela falou pouco com o público que, por sua vez, se limitou a aplaudir no final de cada música. Durante as músicas, no entanto, a plateia ficava em um burburinho bem irritante que não deve ter ajudado muito o ânimo da cantora. No começo da silenciosa “How Long”, do álbum mais recente, ela chegou a ter de pedir silêncio ao público. O contrabaixista pareceu ser o que menos se incomodou com a situação, fazendo uma performance surpreendentemente enérgica e cheia de caras e bocas.

Foi uma pena, porque como ficou claro durante a linda “Betsy On The Roof” e no magnífico improviso do meio de “Vasquez”, os silêncios e as nuances dinâmicas são muito importantes para o som da cantora. Quando ela apresentou a banda e anunciou que a última canção seria “Sea Calls Me Home”, ela foi muito aplaudida – em parte porque tratava-se do principal single de seu álbum mais recente, mas em parte também porque grande parte do público fez questão de deixar claro, educação à parte, que estava lá para ver as Ibeyi.

E, de fato, após uma curta pausa depois da saída de Holter, as gêmeas Lisa-Kaindé e Naomi Díaz subiram ao palco, com lindas cabeleiras negras e macacões vermelhos. A essa altura, a pista já estava muito mais cheia e elas fizeram questão, logo de cara, de mostrar que traziam uma energia diferente. Atiçaram a plateia, que gritou ensandecidamente, e já emendaram num afinadíssimo cântico yorubá que desembocou na divertida “Ghosts”. A faixa inteira foi cantada praticamente em coro e terminou com uma longa interação entre as gêmeas e o público.

As duas se revezaram entre teclados, vocais e percussões. Enquanto Lisa ficava com as teclas, Naomi cuidava do ritmo, variando entre uma MPC com sons eletrônicos, um cajón que ela tocava maravilhosamente e tambores suspensos no meio do palco, que promoviam um cenário muito legal. Eventualmente, as duas se uniam na frente do palco para cantar juntas, numa afinação da qual apenas irmãs gêmeas devem ser capazes.

Ibeyi significa “gêmeas” em yorubá. Nós crescemos ouvindo os cânticos yorubá e são eles que nós queremos compartilhar com vocês hoje à noite”, disseram, antes de se lançar em “Think Of You”, que foi seguida diretamente pela excelente “River”. As duas emendavam uma faixa na outra, com poucas pausas, exceto para ressaltar um ou outro aspecto das canções. Foi o caso, por exemplo, de “Yanira”, quando elas introduziram explicando que era “uma canção para nossa irmã”.

Cada nova canção ou interlúdio das duas cantando juntas sem qualquer acompanhamento (e sem necessidade de nenhum acompanhamento) era recebida com muita emoção pela plateia. E todas eram executadas com perfeição pela dupla, revelando facetas que não apareciam no disco. Exemplo disso foi “Stranger/Lover”, que ficou ainda mais divertida ao vivo. As gêmeas conseguiram manter o mesmo ânimo com que chegaram ao palco durante o show inteiro. O carinho que elas tinham pela plateia era evidente e recíproco, o que ficava claro no final de cada música.

Essa energia sobrou no final da noite. No geral, as duas performances foram excelentes, mas alguns problemas da casa atrapalharam o aproveitamento. O show de Julia Holter pareceu ter sido prejudicado tanto pela acústica do local quanto pelo público desinteressado – e cobrar R$ 15 em uma latinha de Budweiser é um absurdo injustificável. Além disso, atrasar por 20 minutos um show que começou às 22h de uma quinta-feira (o que já significava que ninguém ia conseguir voltar de metrô mesmo) é sacanagem; só faz sentido se for pra deixar o som impecável – o que não foi o caso. Ainda assim, as artistas que ocuparam o palco da casa deram seu melhor. Foi isso que restou da experiência.

Set List Julia Holter: “Horns Sorrounding Me”, “Lucette Stranded On The Island”, “In The Green Wild”, “Feel You”, “So Lillies”, “Betsy On The Roof”, “Silhouette”, “How Long?”, “Heijinian”, “Vasquez” e “Sea Calls Home”.

Set List Ibeyi: “Eleggua”, “Ghosts”, “Lost In My Mind”, “Mama Says”, “Behind The Curtain”, “I’m On My Way”, “River”, “Yanira”, “Singles”, “Oya”, “Fly”, “Better In Tune With The Infinite”, “Weatherman”, “Chains” e “Faithful”. Bis: “River (Acoustic)”.

 


Artigos Relacionados:
Artigos Relacionados - Recentes:
Artigos Relacionados - Antigos:

Comentarios (0)Add Comment

Escreva seu Comentario
menor | maior

security code
Escreva os caracteres mostrados


busy

Novos Downloads

Vanilla Dreams (mb extra) Punkake
Vanilla Dreams (mb extra)
Wasabi EP (mb 93) Magaivers
Wasabi EP (mb 93)
Bunch Of Grapes (mb 92) Tangerines And Elephants
Bunch Of Grapes (mb 92)

Videos Recentes

View Video
Jack Is Only Happy When She's Up On The Stage
View Video
Arisen My Senses
View Video
When You Die
View Video
Não Fui Eu
View Video
Already Gone
View Video
E o Meu Peito Mais Aberto que o Mar da Bahia
View Video
Palmeiras ao Vento
View Video
Inocente