Quarta Fev 20

Warning: Division by zero in /home/storage/d/82/5a/mondobacana1/public_html/plugins/content/extranews.php on line 637

Warning: Division by zero in /home/storage/d/82/5a/mondobacana1/public_html/plugins/content/extranews.php on line 638

Warning: imagecreatetruecolor() [function.imagecreatetruecolor]: Invalid image dimensions in /home/storage/d/82/5a/mondobacana1/public_html/plugins/content/extranews.php on line 701

Warning: imageantialias(): supplied argument is not a valid Image resource in /home/storage/d/82/5a/mondobacana1/public_html/plugins/content/extranews.php on line 702

Warning: imagecopyresampled(): supplied argument is not a valid Image resource in /home/storage/d/82/5a/mondobacana1/public_html/plugins/content/extranews.php on line 703

Warning: imagejpeg(): supplied argument is not a valid Image resource in /home/storage/d/82/5a/mondobacana1/public_html/plugins/content/extranews.php on line 704

Arquivo

Aquarius

Atenção, abrir em uma nova janela. ImprimirE-mail
Twittar este Artigo

As lembranças de vida como armas de resistência à violência em dimensões mais simbólicas

A jornalista Clara (Sônia Braga) em frente ao edifício do qual teima em não sairTexto por Leandro Delmonico

Foto: Vitrine Filmes/Divulgação

Que toda a polêmica em torno de Aquarius (Brasil, 2016 – Vitrine Filmes) tenha ajudado o filme a despertar grande interesse por parte do público é fato. O longa do diretor Kleber Mendonça Filho foi exaltado e criticado devido aos protestos de parte do elenco contra o impeachment da presidente Dilma Rousseff durante o festival de Cannes. Além disso, há pouco, também gerou discussão por não ser escolhido o representante brasileiro na corrida pelo Oscar – o Minc preferiu Pequeno Segredo, de David Schurmann. Com todo esse reboliço, tornou-se inevitável não sentar na poltrona do cinema sem criar grande expectativa.

Em seus instantes iniciais Aquarius já se mostra agradável, prezando pelo capricho na reprodução da estética do início da década de 1980, pegada que remete às famosas pornochanchadas nacionais. No entando, bigodes, opalas e fitas cassete servem apenas para dar suporte ao resto da história, que tem como sua grande protagonista a atriz Sônia Braga, interpretando Clara, última moradora do edifício que dá nome ao filme. A jornalista e escritora apaixonada por música ficou viúva e passa seus dias ao lado da empregada em um apartamento vazio e supervalorizado na orla da praia de Boa Viagem, em Recife.

O dilema central da trama está no fato de todos os apartamentos do prédio terem sido vendidos para uma grande construtora familiar, incorporada na presença do jovem e pretensioso engenheiro Diego (Humberto Carrão, muito convincente em sua atuação). Clara é aposentada e seu apartamento carrega fortes lembranças por meio da coleção de discos de vinil, dos móveis antigos e dos três filhos que já não moram mais ali e estranham, assim como os ex-condôminos, o fato da moradora não ceder às propostas da construtora, atravancando o suposto interesse da maioria.

Ao contrário do que possa parecer, a protagonista é uma mulher libertária, que superou o câncer de mama e não abre mão de viver intensamente ao lado dos amigos, usufruindo, do seu modo, os prazeres que lhe convém. Com tomadas criativas e angustiantes, Mendonça FIlho retrata os fortes conflitos presentes na vida de Clara, mostrando, também, a capital pernambucana com a mesma propriedade de outra grande produção sua, O Som Ao Redor (2013).

Aquarius ganha na riqueza de detalhes e no retrato constante do perfil psicológico de Clara. Apesar de longo, tem o mérito de prender a atenção do espectador, apresentando no enredo um grande vilão (o engenheiro Diego) e não fazendo da protagonista uma heroína idealizada. A guerra velada presente neste mais recente trabalho do cineasta levanta valores amplamente discutidos nos dias atuais, remetendo ao sucesso de outro filme recente, Que Horas Ela Volta? (2015), de Anna Muylaert.

Gritando ou não “Fora, Temer!”  ao final da exibição, o importante é reconhecer que Aquarius é um grande filme. Além de celebrar a importância de Sônia Braga como atriz, o longa comprova um certo amadurecimento no jeito brasileiro de fazer cinema, explorando a violência em dimensões mais simbólicas e menos óbvias.

Artigos Relacionados:
Artigos Relacionados - Recentes:
Artigos Relacionados - Antigos:

Comentarios (0)Add Comment

Escreva seu Comentario
menor | maior

security code
Escreva os caracteres mostrados


busy

Novos Downloads

Vanilla Dreams (mb extra) Punkake
Vanilla Dreams (mb extra)
Wasabi EP (mb 93) Magaivers
Wasabi EP (mb 93)
Bunch Of Grapes (mb 92) Tangerines And Elephants
Bunch Of Grapes (mb 92)

Videos Recentes

View Video
Jack Is Only Happy When She's Up On The Stage
View Video
Arisen My Senses
View Video
When You Die
View Video
Não Fui Eu
View Video
Already Gone
View Video
E o Meu Peito Mais Aberto que o Mar da Bahia
View Video
Palmeiras ao Vento
View Video
Inocente