Quarta Ago 23

Arquivo

Suzana Flag

Atenção, abrir em uma nova janela. ImprimirE-mail
Twittar este Artigo
Quarteto paraense de letras juvenis e bases deliciosamente pop começa a chamar a atenção do resto do país.

Química juvenil

Leg/DivulgaçãoO batismo foi tirado do pseudônimo utilizado pelo dramaturgo Nelson Rodrigues. O som é de fácil identificação com o publico jovem e recheado de bases deliciosamente pop. Depois de sair da cidade de Castanhal e conquistar o público de Belém e do interior do Pará, o Suzana Flag passa a despertar a curiosidade do cenário nacional, recebendo prêmios, indicações e convites para festivais em outras capitais. Lorenna Montenegro conta a história do quarteto.

Suzanna Flag prepara novo disco e turn6e por várias capitais.

Escrevendo mais um capítulo sobre o rock independente de fora do eixo das grandes capitais , como o norte do País, está o Suzana Flag, que tem sua origem numa cidadezinha próxima a capital do Pará, Belém, assim como o Eletrola, apresentado pelo Bacana na edição passada. Tudo começou no ano de 2002, em Castanhal, quando Susanne [vocal e percussão], Élder [vocal e baixo] e Joel [guitarra], resolveram montar uma banda de rock, dando o nome de Super 8. O projeto não vingou mas eles montaram outro. Tomaram de empréstimo o pseudônimo feminino – e um tanto noir – do dramaturgo Nelson Rodrigues e juntaram influências retrô [Mutantes,Tom Zé] e outras contemporâneas [Pixies, Cardigans, Breeders, Sonic Youth, Bjork, Cure, Pato Fu].

Nascia assim o Suzana Flag, banda cheia de lirismo e de identificação com o público jovem. As letras inteligentes e bem sacadas – compostas na maioria por Élder – juntam-se a bases deliciosamente pop. Esta química faz nascer pérolas que encantam os corações mais duros e são entoadas alegremente pelo público de Belém. O resultado dos primeiros trabalhos caseiros do grupo – feitos em nove meses, ainda com bateria programada no teclado e um par de aparelho minidisc como o “multipista” – foi reunido no primeiro álbum da banda. Fanzine foi editado em Cd, mas com cópias sendo feitas de acordo com a demanda.

No boca-a-boca, de amigo a amigo, o disco acabou chegando a Belém e começou a ser executado na rádio, além de ser comentado por toda a cidade. Isso possibilitou que o grupo começasse a se apresentar em bares e casas da capital e de outras cidades paraenses em 2003. No ano passado, Fanzine foi relançado pela Ukauka Produtora e o Suzana Flag – agora um quarteto, após a entrada do guitarrista Daniel – tornou-se não só das um dos nomes das mais populares do rock do estado como também passou a despertar curiosidade no cenário nacional. Então surgiram premiações e indicações pelo Brasil afora e ainda convites para grandes festivais, como o Abril Pro Rock, na mesma noite do trio inglês Placebo.

Apesar de acharem ótimo tudo isso, os integrantes da banda mantêm os pés no chão e continuam trabalhando muito, em especial na finalização de Boas Novas, disco com cinco músicas inéditas e previsto para sair ainda em junho, “se tudo correr como o esperado”. O SF ainda gravou sua versão para "Vida Que Não Pára", música que vai estar na coletânea-tributo ao cantor e compositor popular Odair José, que será lançada em 2005 pela gravadora Alegro Discos, de Goiânia. E a esperada turnê pelas mecas do rock independente no país – como São Paulo e Brasília – também não tardará a ser realizada.

Enquanto esses dias não chegam, a banda vai se apresentando regularmente em Belém. Novas músicas, como “Verniz” e “Sem Você” já estão na boca do povo. E o SF ainda é o objeto de um documentário [que já gerou um videoclipe, ao vivo, da música “Perdas e Danos”], dirigido pelo jornalista Vladimir Cunha e o videomaker Gustavo Godinho. Com lançamento previsto para até o final deste ano, o filme tem como proposta retratar a trajetória da banda, acompanhando a rotina de shows e eventos. Serão intercaladas entrevistas, conversas, muitas cenas de palco e performances inesquecíveis. Vale ressaltar que este documentário foi inspirado no vídeo Suzana Flag – Fanzine, de 2004, produzido por Nicolau Amador e Jacqueline Almeida [produtora de outra banda da cidade, o Stereoscope] para celebrar o relançamento do disco homônimo.


Artigos Relacionados:
Artigos Relacionados - Recentes:
Artigos Relacionados - Antigos:

Comentarios (0)Add Comment

Escreva seu Comentario
menor | maior

security code
Escreva os caracteres mostrados


busy

Novos Downloads

Vanilla Dreams (mb extra) Punkake
Vanilla Dreams (mb extra)
Wasabi EP (mb 93) Magaivers
Wasabi EP (mb 93)
Bunch Of Grapes (mb 92) Tangerines And Elephants
Bunch Of Grapes (mb 92)

Videos Recentes

View Video
Recite Remorse
View Video
Party In The Dark
View Video
Sinais do Sim
View Video
Yuk Foo
View Video
Don't Delete The Kisses
View Video
Valley Boy