Domingo Nov 18

Warning: Division by zero in /home/storage/d/82/5a/mondobacana1/public_html/plugins/content/extranews.php on line 637

Warning: Division by zero in /home/storage/d/82/5a/mondobacana1/public_html/plugins/content/extranews.php on line 638

Warning: imagecreatetruecolor() [function.imagecreatetruecolor]: Invalid image dimensions in /home/storage/d/82/5a/mondobacana1/public_html/plugins/content/extranews.php on line 701

Warning: imageantialias(): supplied argument is not a valid Image resource in /home/storage/d/82/5a/mondobacana1/public_html/plugins/content/extranews.php on line 702

Warning: imagecopyresampled(): supplied argument is not a valid Image resource in /home/storage/d/82/5a/mondobacana1/public_html/plugins/content/extranews.php on line 703

Warning: imagejpeg(): supplied argument is not a valid Image resource in /home/storage/d/82/5a/mondobacana1/public_html/plugins/content/extranews.php on line 704

Arquivo

Cazuza

Atenção, abrir em uma nova janela. ImprimirE-mail
Twittar este Artigo
Filme baseado na biografia da mãe do cantor não mostra a vida louca vida do Baixo Leblon no Rio dos anos 80.

Só as mães são felizes

O que pode acontecer em uma biografia cinematográfica que omite muitos fatos importantes do cotidiano vivido por uma estrela do rock nacional? O Tempo Não Pára fica no meio do caminho ao “esquecer” personagens importantes e distorcer a vida louca vida de Cazuza e seus companheiros de aventuras pelas madrugadas do Baixo Leblon dos anos 80. Ao se propor a romantizar um herói da música daquele período, o longa-metragem acaba se assemelhando à filmografia “jovem” da época. Quem explica é Ricardo Schott.

Daniel de Oliveira (quarto, da esq. Para a dir.) à frente do Barão Vermelho do filme.

Na época em que foi anunciado o lançamento do livro Só As Mães São Felizes, de Lucinha Araújo, mãe de Cazuza, sobre a vida de seu filho, um colunista de jornal (se não me engano, do jornal carioca O Dia) já se apressou em soltar o verbo: "Biografia do Cazuza feita pela mãe dele? Imagina a quantidade de casos da vida do Cazuza dos quais ela nem sequer desconfia? Melhor chamar o Ezequiel Neves para fazer uma!"

O tempo passou e Só As Mães São Felizes saiu, revelando uma série de detalhes interessantes, embora sempre deixasse a pergunta no ar: como seria uma biografia do Cazuza escrita por ninguém menos que o próprio personagem título de "Exagerado" (sim, a canção não era autobiográfica, foi feita para Ezequiel, que até entrou de parceiro)? E agora vem O Tempo Não Pára, cinebiografia de Cazuza inspirada no livro.

Lamentar a limada que a produção deu no personagem Ney Matogrosso é chover no molhado – várias pessoas já o fizeram. Pior mesmo é verificar que quem quiser saber quem eram os parceiros de aventuras de Cazuza vai ficar boiando. Ezequiel Neves, interpretado por Emílio de Mello, tem seu nome no filme inteiro (e nos créditos finais) reduzido para "Zeca". A Bebel, interpretada por Leandra Leal, é "Bebel" só e acabou – e ela é ninguém menos que Bebel Gilberto, melhor amiga de Cazuza. E a Dani, que aparece-desaparece na trama interpretada por Débora Falabella, é ninguém menos que a atriz Denise Dumont, um das primeiras pessoas que Cazuza conheceu assim que foi fazer teatro no primeiro Circo Voador (montado no Arpoador, em Ipanema, Rio). Só para ilustrar: Denise foi uma das raras mulheres das quais Cazuza gostou de verdade, ao lado de Patrícia Casé – irmã da atriz Regina Casé e também ignorada no filme.

Isso com certeza você já ouviu falar sem assistir ao filme. Indo ao cinema ver O tempo não pára percebe-se que a trabalheira de transpor o livro da Lucinha Araújo para a tela grande não deve ter sido das mais fáceis. Na verdade, qualquer pessoa que tenha conhecido o Baixo Leblon dos anos 80 – ou se interesse pela época ou tenha sido amiga de Cazuza – sabe que só um documentário (ou quem sabe uma série de documentários) daria conta da figura humana que foi Cazuza e da época em que ele viveu. Só as cenas de praia, de aproximação de pessoas e de bebedeiras no Baixo Leblon já serviriam como material para explicar como é que se davam as relações (as transas de amizade, sexo, som, idéias, etc) em uma época em que não havia tanta violência, o Rio não parecia falido, não estava dominado pela barbárie e nem estava lotado de pitboys que aterrorizam pela noite da cidade.

No entanto, um filme é um material pop, que serve para emocionar. Nesse ponto, O Tempo Não Pára cumpre seu papel (só para ilustrar: assisti ao filme no Cine Leblon, bem perto do lugar onde várias aventuras de Cazuza se passaram, e a quantidade de velhinhas se debulhando em lágrimas no cinema era bem grande).

Só que para quem quer algo mais, o filme fica devendo. Em prol de um roteiro "enxuto", a linha do tempo da vida de Cazuza é toda truncada. O espectador sai do cinema achando que, em um curto período, 1) o vocalista entrou para o Barão Vermelho, 2) sua mãe descobriu um poema erótico que ele havia escrito para um amigo, 3) sua mãe (sempre ela) fuxicou nas suas coisas e encontrou um pacotão de maconha que pertencia a ele e a vários amigos, entre outras coisas – quando esses acontecimentos rolaram da adolescência de Cazuza até seus 25, 26 anos.

Algumas cenas se aproximam mais de uma passagem de Malhação do que de um filme sobre uma figura tão importante – como a chegada de Cazuza na casa de Maurício Barros (tecladista do Barão) por recomendação de Leo Jaime. A cena (breguíssima) de Cazuza entoando "O mundo é um moinho" (Cartola) no lendário e falecido restaurante Real Astória, no Baixo Leblon, é absolutamente desnecessária. Faltam diálogos com substância no filme e várias cenas são simplesmente jogadas na cara da platéia, sem que o espectador tenha uma idéia exata da importância dos nomes e lugares citados.

Sem contar que a personagem Lucinha Araújo é tão forte durante todo o filme que dá vontade de chamar o espírito do cantor para contar como é que foi toda a história, saber o que ele realmente pensava de tudo aquilo – sem o filtro da mãe dele, que, no livro, consegue transformar uma ida à delegacia para tirar o filho do xadrez em um "ato de solidariedade" de Cazuza (ele só quis ir embora quando todos os companheiros de boêmia foram liberados).

E o mais complicado é verificar que O Tempo Não Pára, em vários momentos, acaba se parecendo com boa parte da filmografia "jovem" dos anos 80, desde os melhores momentos (Bete Balanço) até os piores (o desconhecido Tropclip). Nada contra, mas o cinema nacional tem condições de fazer coisa muito melhor hoje em dia. Só que – vá lá – é a chance que a nova geração de fãs de rock nacional tem de conhecer Cazuza, uma figura humana bem mais autêntica e interessante do que a atitude pífia e a bandidagem disfarçada que rondam nosso rock hoje em dia. Para quem conheceu a época, talvez seja a hora de lamentar o fim de um período bem mais risonho e franco da noite carioca.


Artigos Relacionados:
Artigos Relacionados - Recentes:
Artigos Relacionados - Antigos:

Comentarios (5)Add Comment
0
Quem é quem?
escrito por Cristiane, 23 de abril de 2010
Olá! Legal esta esplicação de quem são os amigos do Cazuza na epoca, realmente não dá para saber atraves do filme.
E o Serginho, quem é.. Sergio Dias dos multantes? Fiquei realmente sem saber!!O Serginho esta vivo?.
Se tiver como me enviar esta informação agradeço... Que curiosidade!!
[email protected]
0
...
escrito por Ricardo Schott, 23 de abril de 2010
Oi Cris. Não só está vivo como os Mutantes ainda existem. Ele é guitarrista da banda. Bj
0
o filho que a mamãe queria.
escrito por edlardo rocha, 01 de março de 2012
Só eu sei que passei no baixo leblon nos anos 80 a 90. vi muitos bla,bla,bla..vi tudo como começou e como terminou...ate o ultimo cheque de duzentos e cinco cruzeiros passado no REAL ASTÓRIA, pelo o nosso amigo ( agenor).
0
deixou a desejar
escrito por laura, 22 de dezembro de 2012
realmente o filme dxou a desejar em relação aos amigos e lugares. eu gostaria e ter visto mais os lugares q eles frequentavam e quero saber qm é a Malu o filme?
71
Malu
escrito por abonico, 23 de dezembro de 2012
Oi Laura. Quem interpreta a Malu neste filme é a atriz Andrea Beltrão, atualmente uma das protagonistas do seriado de TV Entre Tapas e Beijos, da Rede Globo.

Escreva seu Comentario
menor | maior

security code
Escreva os caracteres mostrados


busy

Novos Downloads

Vanilla Dreams (mb extra) Punkake
Vanilla Dreams (mb extra)
Wasabi EP (mb 93) Magaivers
Wasabi EP (mb 93)
Bunch Of Grapes (mb 92) Tangerines And Elephants
Bunch Of Grapes (mb 92)

Videos Recentes

View Video
Jack Is Only Happy When She's Up On The Stage
View Video
Arisen My Senses
View Video
When You Die
View Video
Não Fui Eu
View Video
Already Gone
View Video
E o Meu Peito Mais Aberto que o Mar da Bahia
View Video
Palmeiras ao Vento
View Video
Inocente